Groucho Marx em Cannes

 

Elio Petri

 

Alain Resnais, Jean Paul Belmondo

 

Cannes 60 anos:

Memória fotográfica - 4

Década de 1970: Groucho Marx (ao centro da foto, no palco do velho Palácio do Festival) recebe o diploma pelo conjunto de sua obra (e comenta que sua mãe gostaria de estar ali para ver o filho finalmente receber o primeiro diploma de sua vida: na escola ele sempre fora reprovado no último ano) em 1972; Volker Schlöndorf no debate de Die Blechtrommel (O tambor) em 1979; Pier Paolo Pasolini na entrevista coletiva de Il fiore delle mille e una notte em 1974. Elio Petri no debate de La classe operaia va in paradiso em 1972; Alain Resnais (ao lado de Jean Paul Belmondo) na mesa de debates de Stavisky em 1974.

Nas outras imagens desta página: Betty Faria fala de Bye bye Brasil ao lado de Carlos Diegues em 1980; Joris Ivens (ao lado de Marceline Loridan, de costas, voltada para Bernardo Bertolucci que fala ao microfone) na platéia de um seminário organizado pelo festival, Chico Buarque e Ruy Guerra na mesa de Ópera do malandro, Thales Pan Chacon, Fernanda Torres e Arnaldo Jabor na apresentação de Eu sei que vou te amar, em 1986. No pé da página, Jeanne Moreau ao lado de Julian Negulesco na coletiva de Chère Louise de Philippe Broca, em 1972.

 

> ver mais sobre os 60 anos de Cannes Memória fotográfica 1

Memória fotográfica 2

Memória fotográfica 3

 

> ver também :

Para os 60 anos de Cannes Walter Salles mandou uma mensagem de Miguel Pereira e uma carta para V. que não está nem aí para isso

 

> retornar ao alto da página

> retornar À primeira vista

> retornar ao Index

 

 

Volker Schlondorff

 

Elio Petri

 

Alain Resnais, Jean Paul Belmondo

 

Betty Faria, Carlos Diegues

 

Chico Buarque de Holanda, Ruy Guerra

 

Julian Negulesco, Jeanne Moreau

Pier Paolo Pasolini

 

Elio Petri

 

Alain Resnais, Jean Paul Belmondo

 

Joris Ivens

 

Thales Chacon, Fernanda Torres, Arnaldo Jabor

 

Julian Negulesco, Jeanne Moreau

escrevercinema - Voltar à Index